A tradição e história do Iaidô remontam há cerca de 500 anos. A arte japonesa de desembainhar a espada começou provavelmente com Iizasa Choisai, o fundador do estilo Tenshin shōden Katori shintō-ryū. Essa escola incluía em seu currículo a prática com vários tipos de armas, desde o uso da katana e do bastão  ao arremesso de faca e de naginata. Uma parte de seu currículo consistia na técnica de desembainhar rápido e golpear imediatamente com o uso de espadas, ou seja, o iai. Essa técnica era usada para auto defesa ou ataque preventivo.

Ao longo da história diferentes expressões foram utilizadas para se referir às técnicas do saque da espada durante o combate. Durante o período Muromachi (1392-1572) era chamado de battōjutsu. No período Edo ficou conhecido como iaijutsu.

É reputado a Hayashizaki Jinsuke Shigenobu (1542-1621), como em toda arte marcial, ter recebido inspiração divina para o desenvolvimento de sua técnica, assim como Iizasa Choisai. Inspiração essa que o levou a desenvolver um conjunto de técnicas que denominou Musō shinden jushin-ryū battōjutsu. Aqui, a palavra battō significa simplesmente desembainhar a espada.

O fator comum relevante em ambas às tradições (escolas) ou ryū, assim como em muitas outras tradições que lidavam com katana, era que suas práticas envolviam somente o uso de katas, sempre preconizando adversários imaginários em seus treinos.

 A origem do termo iaidô

A criação do termo é atribuída à Nakayama Hakudo (1869-1952), o fundador do estilo Musō shinden-ryū.

A denominação atual de iaidō é amplamente usada no meio marcial, em publicações especializadas japonesas e em eventos oficiais para se referir genericamente à todas as escolas, antigas e modernas, que ensinam o iai. Porém existem críticos à esta denominação, como o mestre Nakamura Taizaburo (1912-2003) considerando mais correto utilizar o termo battodo, ou iai-battodo.

Ainda assim, atualmente o termo iaidō é amplamente usado para referenciar a prática do iai tanto nos koryū quanto nos sistemas modernos, como Seitei iai e Toho iai.

 Iaidô no Brasil

O início da prática do iaidō no Brasil é incerta. Porém, um “marco” do início da era moderna do iaidō no Brasil foi a chegada de dois senseis do Japão no Brasil. Primeiramente Asahi Sensei, em meados da década de 1970, e posteriormente Nakakura Sensei. Este último realizou o primeiro exame de graduação de iaidō no Brasil.

O Seitei Iaido é praticado no Brasil a partir da década de 1980, destacando os Dojos filiados à CBK, como ACEP e Saga. Nesses Dojos podemos destacar o trabalho realizado pelos Senseis Tadashi Tamaki, Yoshiaki Kishikawa, Mitiko Kishikawa.

Fonte Wikipédia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *