Praticado sem regras na Grécia e em Roma ainda antes de Cristo, o boxe moderno surgiu na Inglaterra do século 19

O boxe, também conhecido como “nobre arte” começou a ser praticado milênios antes de Cristo. Em Creta, era um esporte violento, disputado sem regras, onde o vencedor era conhecido apenas após a morte do oponente. Com o tempo, a arte foi se modernizando e ganhando regras. Nela, os lutadores só podem usar as mãos para defender e atacar. Seu termo deriva do inglês to Box. Na Inglaterra medieval, entre os anos 1000 até meados de 1850, o esporte ainda era praticado sem luvas ou com as mãos nuas como alguns apaixonados gostam de dizer. As lutas com as mãos nuas eram frequentemente brutais, como séculos atrás, de modo que o boxe acabou sofrendo intensas mudanças em 1867, com a formulação das “Regras de Queensberry”, que previam rounds de três minutos, separados por um intervalo de um minuto, além do uso obrigatório das luvas. Essas regras entraram em vigor em 1872.

Considerado desporto olímpico desde 1896, a modalidade só esteve fora dos jogos olímpicos de Estocolmo, Suécia em 1912, por uma lei que proibia as lutas naquele país.

Mas afinal, o que é o boxe?

O boxe é um desporto de combate que coloca frente a frente dois lutadores que se enfrentam em busca do título de melhor boxeur, sejam em Olimpíadas ou pelas organizações mundiais profissionais. O esporte é considerado uma arte marcial agressiva, mas que, ao contrário de outras modalidades como o Muay Thai ou Savate, utiliza apenas os punhos quer para defender ou para atacar.  O estilo de luta é praticado por milhões de adeptos em todo o mundo.

No século 17 (1601-1700), os boxeurs passaram a combater por dinheiro e isso foi suficiente para surgirem novas técnicas, como a introdução do jogo de pernas e o jogo ofensivo, o que atraiu milhares de novos praticantes.

Foi a partir daí que o nobre inglês John Douglas, o Marquês de Queensbury grande apreciador do boxe emprestou seu nome e título ao amigo John Graham Chambers, um outro entusiasta da nobre arte para criar e regulamentar o desporto e deixá-lo menos violento. Estas alterações contribuíram para o desenvolvimento do boxe e favoreceram a tática, a velocidade de execução, o aperfeiçoamento desportivo e a estética. Esta evolução e mudança de mentalidade garantiram uma emoção acrescida à prática da modalidade.

Entre os nomes de maior conceito da modalidade em todos os tempos, destaque para: Rocky Marciano, Muhammad Ali, Joe Frazier, George Foreman, Sugar Ray Leonard, Oscar de la Hoya, Julio Cesar Chavez,  Mike Tyson e mais recentemente Floyd Mayweather.

No Brasil destaque para Éder Jofre, Servilho de Oliveira, Miguel de Oliveira, Adilson Rodrigues Maguila e Acelino Popó Freitas.

Deixe uma resposta