A ventosaterapia é um tratamento tão antigo quanto a acupuntura. O tratamento natural no qual são usadas ventosas visa melhorar a circulação sanguínea em um local específico do corpo.

Veja também

Para isso, as ventosas criam um efeito de vácuo, que suga a pele, resultando em um aumento do diâmetro dos vasos sanguíneos no exato local.

Como resultado, existe uma maior oxigenação destes tecidos, permitindo a liberação de toxinas do sangue e do músculo com mais facilidade.

Este tratamento é muitas vezes usado no tratamento da celulite, pois o aumento da circulação de sangue pode reduzir o aspeto da “casca pele de laranja.”

Além disso, a ventosaterapia é também muito usada como forma natural para combater a dor muscular, já que a diferença de pressão causada pelo vácuo desloca a pele do músculo e aumenta a quantidade de sangue, tendo uma ação relaxante.

Fotos: Divulgação

Principais benefícios

O tratamento com ventosas pode ser indicado para eliminar a dor nas costas causada por tensão muscular ou contraturas, inchaço nos braços, pernas ou pés, dor nas articulações, sendo também um bom complemento no tratamento da celulite.

Isso porque os seus principais benefícios incluem:

  • Aumento da circulação sanguínea local;
  • Eliminação de contraturas musculares;
  • Fortalece os vasos sanguíneos;
  • Aumenta a produção de líquido sinovial dentro das articulações;
  • Relaxa e acalma o corpo e a mente.

Os terapeutas mais indicados para o tratamento com ventosas são os formados em Medicina Tradicional Chinesa, o acupunturista e o fisioterapeuta especialista em acupuntura.

Contraindicações da ventosaterapia

Embora seja relativamente seguro, o tratamento com ventosaterapia possui algumas contraindicações e, por isso, não deve ser aplicado em pessoas que apresentam:

  • Trombose, tromboflebite ou distúrbios hemorrágicos;
  • Varizes;
  • Feridas;
  • Febre;
  • Fratura no local a ser tratado.

Além disso, o tratamento com ventosas também deve ser evitado durante a gravidez, especialmente se não existir supervisão médica.

Algumas situações que não são contraindicações absolutas mas que necessitam de mais atenção ao usar este tipo de tratamento são: pessoas com pressão alta descontrolada, logo após praticar exercícios, e também sua aplicação em áreas que não tenham uma boa camada muscular.

Deixe uma resposta