A palavra Shiatsu significa “pressão com os dedos”. A terapia é famosa no Japão e é popularmente conhecida como massagem oriental. O Shiatsu associa duas técnicas: as manuais japonesas, de pressão dos meridianos do corpo através dos dedos, e a própria teoria destes meridianos, da medicina chinesa, segundo a qual linhas longitudinais pelo corpo conectam pontos de acupuntura sensíveis ao toque. Esses pontos, ao serem estimulados, proporcionam uma sensação de conforto e tranquilidade, tanto interna quanto externamente. O objetivo da técnica é trabalhar o bem-estar de uma pessoa, a chamada “felicidade interior”.

Técnicas estimulam pontos e melhoram atividade do ki

Esse método terapêutico, criado em 1868, considera que é possível tratar e curar doenças físicas e psicossomáticas. A ideia é que a energia vital de cada um – conhecida pelos chineses como Chi e pelos japoneses como Ki – possa fluir de forma harmônica no corpo humano.

De acordo com a medicina chinesa, todos nós possuímos um corpo energético. Esse organismo contém canais de energia que se assemelham ao sistema circulatório humano. Em um corpo energético, ao invés do sangue circulando por veias e artérias, o que encontramos nesses canais é a energia vital, sendo distribuída para diversos pontos do corpo e por segmentos específicos chamados meridianos.

O objetivo do Shiatsu é verificar em quais pontos do corpo do paciente há acúmulo de energia, o que os terapeutas definem como Jitsu. Por meio da técnica, é possível identificar os pontos que estão carentes de energia, que são chamados de Kyo, a fim de balancear esse fluxo e restabelecer a saúde do paciente.

O Shiatsu usa como forma de manipulação nos pontos ao longo dos canais energéticos (meridianos), a pressão com os dedos, polegares e palmas das mãos, sem o uso de qualquer aparelho mecânico ou de outro tipo.

Essa pressão aplicada sobre a pele corrige o mau funcionamento do organismo, além de promover e manter a saúde. Mas sempre vale ressaltar a importância de uma correta avaliação.

Os benefícios do Shiatsu incluem desde a manutenção da saúde até a prevenção, integrando corpo e mente, tendo assim uma ação holística. Entre as doenças contra as quais ele é eficaz estão as renais, desequilíbrios intestinais e queimações no estômago, além de depressão, estresse e até autoestima.

O foco da técnica – assim como o das práticas complementares e integrativas de saúde – é justamente tentar retomar o estado de equilíbrio do organismo e não somente eliminar sintomas.

Em mulheres grávidas, essa técnica deve ser aplicada com bastante critério. Até os 3 meses de gestação, o feto ainda está se formando, o que desaconselha qualquer tipo de massagem. Outras contraindicações gerais são pessoas com câncer, feridas abertas, varicoses (varizes), osteoporose e em período de pós-cirurgia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *